TODO MUNDO PODE DOAR SANGUE: STF derruba restrição de doação de sangue pelo grupo LGBTQIA+

COMPARTILHE:

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

CADA GOTA CONTA! 🩸 

Após 3 anos de julgamento, no dia 8 de maio de 2020, o Supremo Tribunal Federal (STF), por maioria dos votos, decidiu derrubar a restrição de doação de sangue por homens gays. A Defensoria Pública da União, solicitou ao STF agilidade dessa pauta, visto que em razão da pandemia do Covid-19, o número de doadores de sangue reduziu drasticamente nos hemocentros ao redor do Brasil.

Após a decisão, o Hospital de Amor, junto ao seu Comitê de Humanização, lançou a campanha “Cada Gota Conta”, como uma forma de solidariedade e empatia ao próximo. Até a saída da revogação, os hemocentros rejeitavam a doação de sangue vindas de homossexuais que tiveram relação com outros homens, no prazo de 12 meses. As autoridades defendiam que a medida de restrição tinha como meio reduzir os riscos de contaminação de HIV em transfusões. A Anvisa alterou a restrição após o STF considerar a medida inconstitucional.

De acordo com a pesquisa realizada pelo All Out Brasil, quase 18 milhões de litros de sangue estavam sendo descartados por ano. Com a pandemia, e o aumento das mortes causadas pelo covid-19, os bancos de sangue se encontravam com baixo nível de doações no estoque, chegando a alerta vermelho.

SAIBA COMO DOAR 💉

É importante ressaltar que, as outras restrições para doação de sangue, ainda ficam em vigor, e devem ser observadas, no momento de doar. Como por exemplo: quem teve relação sexual sem proteção dos últimos 12 meses, feito tatuagem ou piercing nos últimos 12 meses, etc.

Uma pessoa adulta doa em média 450 ml de sangue, pode ser pouco para você, mas vale muito para quem precisa! Não deixe de se informar sobre. Os requisitos e restrições para doação você pode conferir aqui

#DoeSangueSalveVidas

Confira o Resultado 🥳